Clipping

Matéria publicada no jornal Notícias do Dia

  1. Matéria publicada no Portal da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) – 22/07/2011
  2. Matéria publicada no Portal do Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN) – 27/07/2011
  3. Matéria publicada no blog da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) – 27/07/2011
  4. Matéria publicada no blog do Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN) de SC – 27/07/2011
  5. Matéria replicada no portal JUSBRASIL – 25/07/2011
  6. Matéria publicada no jornal catarinense Notícias do Dia (ND) – 31/07/2011
  7. Matéria publicada no jornal Diário Catarinense (DC) – 26/07/2011
  8. Matéria replicada na Revista Sina, de Cuiabá – MT – 28/07/2011
  9. Nota publicada no portal da Organização dos Estados Íbero-Americanos – 25/07/2011
  10. Notícia replicada na agência de Notícias Digital ABC – 26/07/2011
  11. Matéria replicada no site do CEFEDES – 26/07/2011
  12. Matéria publicada no blog galego Diário da Liberdade – 15/07/2011
  13. Nota publicada no blog Guarani coletivo Kuaira – 26/07/2011
  14. Nota publicada no portal do Museu do Índio – 27/07/2011
  15. Matéria publicada no blog da Sociedade Indígena Nheengatu – 23/07/2011
  16. Matéria replicada no site Povos Indígenas do Brasil (PIB) – 22/07/2011
  17. Notícia replicada no Blog A Cor da Terra – 26/07/2011
  18. Matéria publica no portal do Combate ao Racismo Sócio Ambiental – 26/07/2011

Iphan realiza pesquisa sobre as línguas faladas no Brasil

TV NBR – 05/01/2011

Inventário de Diversidade Linguística

Agência UnB – 13/12/2010

http://www.unb.br/noticias/unbagencia/cpmod.php?id=82024

Professores das escolas de Santa Catarina recebem livros em guarani

Folha de São Paulo – 02/02/2009

http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u497454.shtml

Matéria publicada na Fenéis sobre o Inventário da Diversidade Linguística

Onde estão os índios do Rio?

Leonardo Soares Quirino da Silva

http://www.educacaopublica.rj.gov.br/biblioteca/historia/0028.html

(…) Depois disso, o estado só voltaria a ter população indígena no fim da década de 1940. Nessa época, os primeiros índios guarani do grupo linguístico Mbya, vindos do sul do Brasil, vão se estabelecer na região de Parati.

Eles só foram descobertos pelas autoridades federais em 1972, quando da abertura da Rodovia Rio-Santos. As autoridades só voltaram sua atenção sobre o grupo depois que saiu uma reportagem sobre as obras da rodovia. Segundo o professor Bessa, até então o Serviço de Proteção ao Índio e sua sucessora, a Funai, registravam que o estado não tinha população indígena. O professor observa, ainda, que, em conversa com antigos tropeiros da região elas diziam que os índios estavam na região há muito tempo (…)


Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s